A Saúde em foco na CMB

Vereador Fernando Dourado é eleito presidente da Comissão de Saúde na Câmara.

Na Câmara Municipal de Belém (CMB) o principal assunto levantado pelos vereadores durante toda a semana foi a saúde. Entre os pontos questionados pelo legislativo, o Pronto Socorro e a grande demanda de pacientes que vêm do interior para a capital para receber atendimento foi o assunto que mais causou polêmica na Casa. Uma sessão especial, presidida pelo vereador Nehmias Valentim (PSDB), foi realizada para debater sobre o tema.

A médica Regina Maroja, diretora de urgência e emergência da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) fez uma apresentação e apontou uma sobrecarga de pacientes do interior, que ocupam 49% dos leitos de internação nos Prontos Socorros. Dessa demanda, 60% é de clínica médica, de casos que poderiam ser atendidos nos próprios municípios.

O vereador Fernando Dourado, presidente da Comissão de Saúde da CMB, explicou que muita coisa pode ser feita pela Prefeitura de Belém, outras cabem ao governo estadual e outras, em especial o repasse de recursos, ao governo federal, que ainda trata o Pará com indiferença, ao colocar o Estado o menor repasse per capta para a saúde.

“Com saúde não se brinca, mas nós sabemos que os problemas da saúde não são apenas de Belém, por isso não adianta cobrar só da gestão municipal, e sim exigir união por parte também dos governos estadual e federal. Não basta apenas apontar os culpados, mas unir forças para resolver o problema”, afirmou o vereador.

Dourado disse que é importante debater a saúde no parlamento para melhorar o Sistema Único de Saúde (SUS), que foi concebido para ser tripartite, isto é, com responsabilidades divididas entre as três esferas de governo, mas em muitos Estados, em especial o Pará, essa divisão é muito injusta, o que tem deixado a saúde em colapso.
 
Visita – Além da sessão especial, outras ações vêm sendo colocadas em práticas pelos vereadores visando a melhoria da saúde pública. Após ser eleita uma Comissão de Saúde da Câmara Municipal, presidida pelo vereador Fernando Dourado, parte do legislativo da CMB foi até o Hospital de Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti (HSPM). Eles foram recebidos pelo diretor geral do HSPM, Dr. Caetano Cassiano, pela diretora de Urgência e Emergência, Dra. Regina Maroja e pela Secretária Municipal de Saúde, Dra. Rejane Jatene.
 
Os vereadores visitaram as instalações do hospital, como enfermarias e Unidades de Tratamento Intensivo (UTI). Eles conversaram com pacientes, perguntaram sobre o atendimento que vinham recebendo e a origem de cada paciente. O Dr. Caetano Cassiano explicou a eles que o número de pacientes vindos do interior é muito grande e que, por isso, muitas vezes há super lotação do HSPM da 14 de março.
 
Para o vereador Fernando Dourado essa é uma situação da saúde pública como um todo. “O município vem sofrendo com a superlotação do Pronto Socorro, mas o problema da saúde não é apenas em Belém. Se os hospitais no interior fizessem o atendimento que deveriam, não haveria essa superlotação aqui. E nós, vereadores da comissão de saúde da Câmara, estamos aqui para tentar entender as dificuldades do município e ajudar a solucionar essa questão, já que o maior prejudicado com tudo isso é o povo. Essa não é uma visita de fiscalização, mas sim de construção, para que juntos mudemos essa realidade”, disse Fernando.
 
O diretor do hospital explicou sobre as demandas de doenças crônicas que o pronto-socorro recebe. “Nós somos um hospital de pronto atendimento e essa realidade vem sendo mudada, pois recebemos um grande número de pacientes com doenças crônicas, que deveriam ser encaminhados para um hospital de alta complexidade”, disse Dr. Caetano.
 

A secretária municipal de Saúde explicou essa e outras situações sobre, por exemplo, o processo de internação de pacientes. “Quando os pacientes do interior são encaminhados para Belém eles não ligam para saber se existe leito vago e, com isso, o HSPM fica lotado, pois os pacientes não tem para onde serem encaminhados e ficam internados no pronto socorro. Ou seja, um hospital que deveria ser para atender casos de urgência e emergência e encaminhar para outros hospitais, acaba tendo que internar pacientes do interior, pois não podem voltar para a casa”, explicou a secretária.

Leia outras Notícias:

» PROJETOS DE LEI APRESENTADOS PELO VER. FERNANDO DOURADO

» Relatório da saúde do Estado será entregue ao Ministro da Saúde.

» Vereadores aprovam projeto que beneficia alunos carentes.

» Saúde do Pará é a que recebe menos recursos federais

» Ultimo prazo para eleitores se regularizarem junto ao TSE

» 7 de abril – Dia do Jornalismo

» Comissão de Saúde volta a se reunir na CMB

» Câmara Municipal levanta novos debates sobre a saúde

» Vereadores protocolam CPI da saúde

» Transito de Belém continua na pauta

» O Que Fez o Governo Lula por Belém

» A Saúde De Belém x o HPSM

» Abertura do Ano Legislativo



: : Copyright© 2009 - Vereador Dr. Fernando Dourado - Todos os direitos reservados : :