Relatório da saúde do Estado será entregue ao Ministro da Saúde.

Após reunião da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Belém (CMB), presidida pelo vereador Fernando Dourado (DEM) na tarde desta segunda-feira, na sala Vip da Câmara, com representantes da Secretaria de Estado de Saúde e Secretaria Municipal de Saúde, foi finalizado um documento que será entregue ao Ministro da Saúde, através da Comissão de Seguridade Social. Nesse documento estão as principais necessidades do sistema de saúde do Estado.

O relatório foi solicitado pela Comissão de Seguridade Social da Câmara Federal, presidida pela deputada Elcione Barbalho, durante recente visita a esta cidade para avaliar a crise da saúde em Belém. A deputada se propôs a entregá-lo ao Ministro da Saúde em audiência a ser solicitada por aquela Comissão.

Durante o encontro, o vereador Fernando Dourado, elogiou a agilidade com que o documento foi produzido pelas secretarias e afirmou que, além de entregar o relatório ao ministro da saúde, é importante pedir o apoio político da bancada federal do Pará. "Venho dizendo e repito, temos que reunir forças, e a prova disso está nesse documento conjunto, um verdadeiro diagnóstico do que está acontecendo com a saúde em nosso Estado”, disse Dourado. No documento, além de apontarem os problemas, os gestores da saúde apontam também soluções para resolver a atual situação vivenciada pelo Estado e Município. “Quanto mais apoio, melhores serão os resultados”, finalizou.

Alguns números importantes foram levantados no documento elaborado em conjunto pela Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Belém com a Secretaria de Estado

de Saúde (Sespa) e secretarias municipais de saúde de Belém (Sesma) e Ananindeua. A região Norte ocupa a quarta posição em população que necessita de atendimento de alta complexidade, porém no cadastro do SUS só tem o equivalente à metade dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) da região Centro-Oste (a menos populosa do Brasil). No Norte existem apenas 1.095 leitos para uma população de 15 milhões de habitantes.

 O documento será levado ainda na segunda-feira (11) para Brasília pela secretária estadual de saúde, Laura Rossetti, e será entregue para a Comissão de Seguridade Social da Câmara Federal, presidida pela deputada Elcione Barbalho, para repasse imediato ao ministro da saúde, José Gomes Temporão. O documento faz uma análise detalhada da saúde no Pará e dos recursos que seriam necessários para implantar e manter novos serviços. Todas as propostas do documento visam a melhora do atendimento nos hospitais da capital, onde os serviços encontram-se superlotados e também precisam de melhorias.
 Se as propostas relatadas no documento forem aprovadas pelo Ministro da Saúde, haverá uma injeção de quase R$ 400 milhões para a saúde do Pará.


Segundo Laura Rossetti, titular da Sespa, não é possível implementar algumas ações sem a ajuda financeira do governo federal. "Esse documento é um primeiro passo para mostrar o quanto a região Norte precisa ter sua política de saúde revista", afirmou.

Leia outras Notícias:

» PROJETOS DE LEI APRESENTADOS PELO VER. FERNANDO DOURADO

» Sessão homenageia os 90 anos da Faculdade de Medicina da UFPA

» Vereadores aprovam projeto que beneficia alunos carentes.

» Saúde do Pará é a que recebe menos recursos federais

» Ultimo prazo para eleitores se regularizarem junto ao TSE

» 7 de abril – Dia do Jornalismo

» Comissão de Saúde volta a se reunir na CMB

» Câmara Municipal levanta novos debates sobre a saúde

» A saúde em foco na CMB

» Vereadores protocolam CPI da saúde

» Transito de Belém continua na pauta

» O Que Fez o Governo Lula por Belém

» A Saúde De Belém x o HPSM

» Abertura do Ano Legislativo

: : Copyright© 2009 - Vereador Dr. Fernando Dourado - Todos os direitos reservados : :