NEWSLETTER
Assine nossa newsletter e receba nossas atualizações
Nome:
E-mail:
 
 
 
 
 
 
DOR DE GARGANTA

O que é ?
As causas de dor na garganta são as mais variadas.
As amígdalas (palatinas) e as adenóides (amígdalas faríngeas) são estruturas que possuem função de proteção aos tecidos, assim como os linfonodos. Posicionadas estrategicamente nas entradas do tubo digestivo e respiratório, ”combatem” simples bactérias e vírus que entram pelo nariz ou pela boca. Resultam em uma reação inflamatória inicial das amígdalas para que o sistema imunológico produza anticorpos (crie anticorpos e marcadores) contra futuras infecções.

Algumas vezes, o germe responsável não é localizado nas amígdalas, mas pode se estender a outros órgãos, principalmente os rins e o coração.

Tendo em vista que as infecções são freqüentes em crianças (que “conhecem” substâncias novas todos os dias), observa-se que o costumeiro inchaço das amígdalas pode bloquear a passagem da respiração ou na ventilação das tubas auditivas com conseqüentes otites médias no comum aumento das adenóides, podendo levar essas crianças à necessidade de remoção desses tecidos (adeno-amigdalectomias).

Esses tecidos linfóides (amígdalas e adenóides) não são os únicos com essa função imunitária nesta região, pois existem "cordões" linfáticos por toda a faringe, não comprometendo a imunidade do indivíduo a eventual cirurgia de remoção destas estruturas anatômicas (adeno-amigdalectomias)!

Como ocorrem e como tratar?
Infecções bacterianas causam, em sua maioria, amigdalites ou faringites.
Ao exame encontramos:
 

aumento de volume das mesmas
vermelhidão
eventuais placas esbranquiçadas
verdadeiras úlceras na superfície destas amígdalas.

Devemos coletar material para exame bacteriológico com orientação do melhor antibiótico para aquela doença (tratamento ideal). Caso o paciente esteja muito debilitado (prostrado), devemos solicitar um hemograma para avaliarmos a repercussão da doença no organismo.

Os antibióticos devem ser administrados por, no mínimo, 7 dias; porém os sintomas diminuem em 2 ou 3 dias.

Viroses podem infectar a garganta, mas em geral não possuem capacidade para formar placas brancas e secreções purulentas nas amígdalas.

A mononucleose é a virose que se manifesta na garganta com a maior repercussão sistêmica. Podemos encontrar muitos linfonodos cervicais, dificuldade para deglutir, dores em todo o corpo, prostração e o hemograma se apresenta alterado com predominância de linfócitos (atípicos).

O tratamento de escolha é o repouso e a observação de complicações como por exemplo, hepatite.

A obstrução nasal faz com que as pessoas respirem pela boca. Ao respirarem por ela, não aquecem, não filtram e nem umidificam o ar que colide diretamente com as paredes da garganta gerando “dor de garganta”.

O refluxo gastroesofágico faríngeo "queima" quimicamente a garganta com ácido clorídrico(produzido normalmente no estômago). As bebidas alcoólicas (principalmente as destiladas) também contribuem para desconfortos nessa região.

O fumo, o chá, o chimarrão, o café e outras bebidas quentes também agridem essa região se mantiverem temperaturas superiores à 75 °C.

A poluição é responsável por inúmeros problemas de difícil diagnóstico (e difícil manejo terapêutico, por não ser possível afastar as causas do problema)!

Perguntas que você pode fazer ao seu médico:
Por que apresento faringites ou amigdalites freqüentes?
O que devo fazer primeiro quando tenho uma amigdalite?
Posso beber bebidas geladas quando tenho ardência na garganta?

Siga essa Dica e goze de MAIS SAÚDE.

Veja Outras Dicas:

» SOLUÇOS

» GASES

» AMAMENTAÇÃO – CUIDADO COM OS MAMILOS

» IMPOTÊNCIA

» COMER BEM PRA FICAR INTELIGENTE

» BEBER LIQUIDO DURANTE A REFEIÇÃO ENGORDA ?

» GOIABA UMA BOA FONTE DE VITAMINA C

» ESPORTE CONTRA DEPRESSÃO



: : Copyright© 2009 - Vereador Dr. Fernando Dourado - Todos os direitos reservados : :